Blog do Giu

41840

Comerciantes convocam outros comerciantes para pedir explicações à Câmara Municipal sobre zona azul

Maior reclamação é a falta de tolerência de cinco minutos, uma praxe que desde a semana passada deixou de ser respeitada por funcionários da AJA

A Associação do Jovem Aprendiz (AJA) de Osvaldo Cruz deixou de adotar a tolerância de 5 minutos para o estacionamento na área controlada, chamada Zona Azul. Com isso, comerciantes e a população protestam pelas redes sociais porque a medida tem afastado o público do centro da cidade ou fazendo com que os consumidores procurem outros locais para comprar e onde não tenham que pagar pelo menos R$ 1,50.

Desde sexta-feira passada (17) as funcionárias da AJA passaram a adotar o expediente sem avisar previamente o público, gerando reclamações.

Com a sessão da Câmara Municipal de Osvaldo Cruz marcada para hoje um grupo de comerciantes se mobiliza pelas redes sociais para ir até o Legislativo pedir explicações para os vereadores sobre a legalidade da política adotada pela AJA e se há algo que os vereadores podem fazer para mudar a sistemática.

A reunião da Câmara começa hoje às 20 horas.

AJA e a zona azul em números

A arrecadação da Zona Azul vem daquilo que é pago pelos cartões de estacionamento diariamente pelos usuários que usam as áreas demarcadas. Neste ano a AJA informou através de matéria publicada pelo Jornal Cidade Aberta que havia uma média de 100 veículos que deixavam de pagar pelo estacionamento todos os dias.

“Isso [inadimplência] causa prejuízos enormes para a entidade, que necessita de funcionários para fazer anotações das placas e aplicação do Aviso de Advertência o chamado ‘amarelinho’, esses muitas vezes ignorados por alguns condutores que em alguns casos acabam sofrendo até a autuação  aplicada pela Polícia Militar”, lembrou o responsável pela coordenação da Zona Azul, Fabrício Firmino.

“Os custos vão desde uniformes, impressos e outros materiais utilizados no estacionamento, salários de funcionários, protetor solar, ajuda de custo em diversos comércios para uso de sanitários e água potável para consumo, já que o trabalho é executado na rua e não em um espaço físico”, explicou Fabrício Firmino.

Tempo de tolerância mantido em cinco minutos

Neste ano, por 11 votos a 2, a Câmara de Osvaldo Cruz decidiu na noite desta segunda-feira, 7, manter o veto do prefeito Edmar Mazucato (PSDB) ao projeto 36/2016, de autoria dos vereadores Antônio Andrelucci Rocha e Nelson Silva (ambos do PSB), para alterar o tempo de tolerância para os veículos que usam o estacionamento rotativo pago – Zona Azul, que atualmente é de cinco minutos. A decisão foi comemorada pela AJA.

 

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole