Blog do Giu

48221

Após ordem judicial, Prefeitura e Vigilância Sanitária retiram 30 toneladas de lixo de casa na Avenida Max Wirth

No local mora sozinho um senhor idoso, que vive sem energia elétrica e gás de cozinha

OSVALDO CRUZ - A Vigilância Sanitária e o Setor de Controle de Vetores com apoio das secretarias municipais de Operações Urbanas e Assistência Social fizeram a limpeza em um imóvel localizado na esquina da Avenida Max Wirth com a Rua Dr. Taves e retiraram aproximadamente 30 mil quilos de lixo (materiais inservíveis).

O único morador da residência, um idoso que mora sozinho, acumulou os detritos ao longo do tempo, o que levou a denúncias dos vizinhos à Vigilância Sanitária. Após inspeção ao local, a Prefeitura solicitou ao Poder Judiciário com ciência do Ministério Público a expedição de um alvará para que os funcionários municipais fossem ao local e limpassem o imóvel.

Com apoio da Polícia Militar, os servidores da Prefeitura precisaram de dois dias de serviço para completar a limpeza. A ação começou nesta quinta-feira, 18 e terminou hoje, 19.

A Vigilância Sanitária atestou, segundo o Coordenador José Carlos Stefani, que o acúmulo de lixo tornou a casa insalubre (que traz risco à saúde do morador e dos vizinhos) devido à possibilidade de criadouro de insetos e animais peçonhentos. A situação era tão precária que o morador usava fogo feito com os materiais do local para cozinhar e vivia no escuro, já que o imóvel é desprovido de energia.

O volume de inservíveis era tamanho que o idoso não tinha quase espaço para circular no interior da casa. Foram necessárias 15 viagens de caminhões da Prefeitura desde o local da limpeza até o aterro municipal, para onde o lixo foi destinado.

A ação teve ciência do Conselho Municipal do Idoso, acompanhamento de técnicas da Secretaria de Promoção Social, que acompanhou o morador até o Centro Dia durante o trabalho de limpeza. O Centro Dia é um local da Prefeitura onde idosos permanecem durante parte do período para cuidados e convivência.

Quem tiver situação semelhante em algum ponto da cidade pode denunciar à Vigilância Sanitária local, cujo telefone é o (18) 3528-9507. A Vigilância funciona no prédio do antigo Fórum, na Praça Hermínio Elorza, no Centro e atendendo das 9h às 12h e das 13h30 às 14h.

##banner#

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole