- Atualizado em 18/02/2020 15:04

Acontece

49717

Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente alerta para depósitos irregulares de lixo e a dengue

A Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Osvaldo Cruz emitiu alerta quanto à responsabilidade da própria população na proliferação da dengue na

OSVALDO CRUZ - Osvaldo Cruz passa por uma das duas piores epidemias de sua história com um total, até a semana passada, de 212 casos positivos. E boa parte da proliferação do mosquito se deve a depósitos irregulares de materiais irregularmente pela cidade.

A engenheira ambiental, Silvana Maciel, da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, afirma que a poluição produzida por resíduos jogados em locais públicos contribui para a proliferação do mosquito Aedes Aegipty, transmissor de dengue e outras doenças. "E não só o mosquito, mas também ajuda na proliferação de outros insetos, animais peçonhentos, entre outros", enfatiza.

"Infelizmente as pessoas não querem pagar pelo serviço de descarte adequado e muitas vezes acabam jogando os resíduos em locais inadequados e de forma escondida”, frisa a engenheira ao mencionar que há fiscalização por toda cidade e em caso de flagrante a pessoa pode responder criminalmente, além de receber multa.

"Tudo isso tem gerado um tumulto. Algumas pessoas procuram a Prefeitura para recolher entulhos, fornecer mudas de plantas, que supostamente repelem o mosquito transmissor da dengue entre outras solicitações, mas existem regras que já foram informadas e estabelecidas. É necessário que cada um faça a sua parte, cuide de seus imóveis e em caso de verem alguém jogando lixo em local impróprio, denunciem", pede Silvana Maciel.

“Toda a região está com casos de dengue e, infelizmente, a culpa é do ser humano. Não adianta, o poder público fazer mutirão, aplicar multas e fiscalizar se a população não ajudar” diz Silvana.

A engenheira explicou que para cada tipo de resíduo há uma forma e um local adequados para serem descartados. "Temos a coleta de lixo comum três vezes por semana na cidade toda, o lixo reciclável uma vez na semana (conforme a região no seu próprio dia), o Ecoponto onde podem ser depositados restos de galhos e folhas e para os restos de construção tem que pedir uma caçamba", detalhou Silvana.

"Peço a população que nos ajude através de denúncia anônima pelo telefone (18) 3529-1877", completou a Engenheira.

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole