Acontece

37930

Prefeitura de Tupã cancela Carnaval de Rua em 2016

O anúncio foi feito pelo vice-prefeito Caio Aoqui na manhã desta terça (10) durante coletiva de imprensa na Prefeitura Municipal

Vice-prefeito Caio Aoqui apresentou levantamento de custos com carnaval (Foto: Tupã City/Reprodução) Vice-prefeito Caio Aoqui apresentou levantamento de custos com carnaval (Foto: Tupã City/Reprodução)

TUPÃ - Devido a crítica situação econômica do município, o prefeito municipal Ricardo Raymundo e o vice-prefeito, Caio Aoqui, presidente da Comissão Organizadora do Tupã Folia 2017, anunciaram na manhã desta terça-feira (10) o cancelamento da festa em Tupã.

De acordo com Caio, foi feito um levantamento de custos e os gastos com os festejos carnavalesco ficarão muito além do que a Prefeitura planejava investir, sem contar que o atual governo herdou uma dívida de mais de R$ 9 milhões da gestão Manoel Gaspar.

"Com base no levantamento de custo, levantamento das prioridades e necessidades que nós temos em nosso município, é com muita tristeza que anunciamos o cancelamento do carnaval 2017", anunciou o vice-prefeito Caio Aoqui.

Ainda conforme informou o presidente da Comissão do Tupã Folia, que havia sido formada no início deste mês para organizar a festa na cidade, a ideia era gastar cerca de R$ 150 mil, no entanto, os custos vão muito além desse montante.

"Pra se ter uma noção só de segurança, são 120 seguranças em todo o circuito do carnaval, é uma média de R$ 80 mil; hora extra com funcionários, nós fizemos umas contas por cima, R$ 30 mil, sem considerar o adicionar noturno; nós temos também o ECAD, que é uma verba de cerca de R$ 15 mil a R$ 30 mil, que são os direitos autorais. São vários detalhes que fazem os custos aumentar muito", lembrou o vice-prefeito. 

O prefeito Ricardo Raymundo também lembrou que com a atual situação econômica do município é preciso estabelecer prioridades e atender as principais necessidades da cidade.

"Nós tínhamos uma noção do déficit no máximo de R$ 3 milhões a R$ 4 milhões, mas, surpresa pra nós, passa de R$ 9 milhões, isso dívida com fornecedores e a folha de pagamento de dezembro e isso nos assustou um pouco", comentou o prefeito.

De acordo com Ricardo, segundo levantamento apresentado pela comissão, para se realizar um carnaval simples, o custo giraria em torno de R$ 300 mil a R$ 400 mil.

"Nós temos prioridades com obras, precisamos melhorar as condições da nossa cidade (...) Pra colocar a cidade para funcionar são R$ 19 milhões de reais para acabar essas obras. E eu tenho uma meta que é sanar as dívidas com os nossos fornecedores, até peço aqui aos nossos fornecedores, que tenham paciência", conclui o prefeito.
 

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole