Acontece

42849

Polícia Militar prende em Lucélia os suspeitos de furtar casa lotérica em Paulicéia

Suspeitos estavam dentro de um ônibus intermunicipal

LUCÉLIA - A Polícia Militar prendeu dois homens suspeitos de envolvimento no furto a uma casa lotérica nesta segunda-feira (12) em Paulicéia. Eles seguiam como passageiros de um ônibus do transporte coletivo intermunicipal com destino a Osvaldo Cruz e foram abordados no km 583 da Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294), em Lucélia.

Quando entraram no veículo, os policiais visualizaram os indiciados sentados em lados opostos e sujos de terra. Ao notarem os militares, os indivíduos mudaram de comportamento, o que motivou a abordagem.

Com um deles, os policiais localizaram a quantia de R$ 70 e um aparelho celular. Com o outro, havia a quantia de R$ 100.

Questionado sobre a prática do furto em Paulicéia, um deles confessou o crime e alegou que o comparsa também tinha participado. Neste momento, o homem delatado partiu em direção à equipe, na tentativa de fuga, mas acabou contido e algemado mediante o uso de força física.

O indivíduo que confessou o crime informou que o dinheiro ainda estava em Paulicéia, enquanto o comparsa nada disse à polícia.

Os policiais deslocaram-se com os envolvidos a Paulicéia e um dos suspeitos detidos indicou o terreno baldio onde estava escondido o dinheiro do furto, com a contabilização da quantia de R$ 5.836,00 em notas e moedas.

Os dois homens detidos receberam voz de prisão e foram conduzidos à Delegacia da Polícia Civil, que ratificou o flagrante. Os indivíduos permaneceram à disposição da Justiça.

MADRUGADA - A casa lotérica localizada no Centro de Paulicéia foi furtada na madrugada desta segunda-feira (12). De acordo com as informações da Polícia Civil, foi levada a quantia de R$ 10 mil em dinheiro do estabelecimento.

Por volta da 1h, o alarme da lotérica disparou rapidamente e acionou o celular do proprietário do estabelecimento e a empresa que faz o monitoramento da segurança do local. As imagens das câmeras de segurança foram conferidas pela vítima remotamente de sua casa, mas não apontaram nada de anormal.

Posteriormente, entre 2h e 3h, o proprietário conferiu novamente as câmeras e aparentemente tudo estava seguro. Por ser corriqueiro o alarme da lotérica disparar falsamente, o empresário voltou a dormir.

No entanto, quando entrou no estabelecimento já no período da manhã, na abertura para o trabalho, o dono verificou a remoção de algumas telhas da cobertura, a danificação do forro e que o local havia sido invadido com o uso de ferramentas conhecidas como “pés de cabras”, uma espécie de alavanca metálica.

Dois cofres foram arrombados e do interior de um deles subtraíram a quantia de R$ 10 mil em dinheiro.

No mesmo prédio, funciona um despachante policial, o qual mediante a quebra da parede também foi violado e revirado e, inclusive, teve seu cofre arrombado, porém, o proprietário não sentiu falta de nenhum de seus pertences.

Segundo a PM, as câmeras de segurança mostraram que durante a ação criminosa os bandidos cobriram o rosto com capuz para evitar que fossem identificados. Os ladrões ainda encobriram o sensor de alarme da lotérica com um papel-alumínio.

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole