- Atualizado em 10/07/2019 15:51

Acontece

48144

Dois atiradores explodem bombas próximas ao TG e acabam detidos pela PM na companhia de outro maior e duas adolescentes

Polícia Militar e atiradores de serviço pensaram se tratar de ataque a Quartel do Exército em OC

OSVALDO CRUZ -  A Polícia Militar de Osvaldo Cruz registrou uma explosão próxima a quartel do Tiro de Guerra local na noite desta terça-feira, 9. A ocorrência envolveu dois atiradores, que estavam de folga, além de um outro jovem já maior de idade e duas adolescentes.

Por volta de 2 horas a Polícia Militar foi comunicada de que no quartel do Tiro de Guerra os atiradores da guarda relataram ter havido explosões na área de segurança militar e viram indivíduos dentro do Centro Comunitário da Vila São José, que é vizinho ao quartel, além de um Fox prata nas proximidades.

Uma equipe da PM foi até o local e na Rua Manoel dos Santos viu uma explosão e diversos indivíduos correndo.

Pensando se tratar de roubo ao paiol do Tiro de Guerra foi realizada a abordagem de cinco indivíduos, entre eles duas mulheres menores de 18 anos.

Imediatamente o atirador que estava na guarda do TG foi ao local e reconheceu dois dos envolvidos como atiradores o efetivo local: P.M.R.N. e H.L.V.M..

Os outros abordados são R.O.P. (maior de idade e civil) e as adolescentes A.L.C. de O. (17 anos) e I.S.M. (16 anos).

O atirador P.M.R.N. foi até o Centro Comunitário com um Ford KA. Em vistoria ao veículo a PM encontrou uma caixa com dez bombas (fogos de artifício).

Já H.L.V.M. foi até as proximidades do Tiro de Guerra com o Fox visto pelo atirador de guarda. Dentro do carro a PM localizou uma faca de pesca.

(continua após a publicidade)

Revestir 139 (acontece) - 09/07/19

Comandante do Tiro de Guerra foi comunicado da ocorrência

Os atiradores da guarda ligaram para o comandante do Tiro de Guerra, Sargento Saulo Henrique Lima Santos, que foi ao local e tomou conhecimento do envolvimento dos militares nas explosões.

A ocorrência foi apresentada ao delegado Iuri Munhoz Silveira.

Um atirador, L. F. L. relatou que ouviu as explosões durante o turno de guarda e observou indivíduos no Centro Comunitário e também fez a solicitação da Polícia Militar, além de acompanhar a abordagem.

Já P.M.R.N. declarou que fez a compra das bombas e convidou os demais envolvidos para realizar as explosões no entorno do quartel.

O outro atirador envolvido, H.L.V.M., confirmou a versão de P.M.R.N. e que participou das explosões.

Já R.O.P. confirmou a versão dos dois atiradores e que também participou das explosões.

Foi solicitada presença do Conselho Tutelar para as duas menores que estavam nos veículos com o trio. Depois, os pais das duas meninas foram até a  Delegacia e tomaram  conhecimento dos fatos.

O Sargento Saulo acompanhou toda elaboração da ocorrência. Todos os envolvidos foram liberados ao final da ocorrência. Os explosivos e a faca foram apreendidos.

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole