publicado em 03/01/2013 - 09:45:36

Notícias - Acontece
 
18172

Civil de Junqueirópolis investiga assassinato

No caso, vítima foi encontrada morta, em estágio inicial de putrefação, ao lado da porteira próxima de sua casa

Bastidores da Notícia_Dracena

 
 
Interagir: Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir
 

JUNQUEIRÓPOLIS - A Polícia Civil de Junqueirópolis começa 2013 com inquérito para apurar homicídio e furto qualificados naquele município. Foi entre 21 e 22 horas de 28 de dezembro na Fazenda Mirtes, Bairro Caingangs, na estrada entre Junqueirópolis e o Rio do Peixe. O registro policial foi em 31 de dezembro, por volta das 11h30.

A vítima foi Oswaldo Braz Ramalho de 46 anos, residente na propriedade rural. Como indiciado consta Cláudio da Fonseca, vulgo Negão, de 47 anos, morador do Bairro Paranoá, em Panorama. Relacionado ainda está o menor D.A.S. de 16 anos, residente no Bairro Potiguara, em Panorama. Foi relacionada na ocorrência uma moto Honda 150, com placa de Ouro Verde.

Consta que Oswaldo Braz Ramalho foi encontrado morto, em estágio inicial de putrefação, ao lado da porteira próxima de sua casa, onde morava sozinho.

O dono de uma oficina mecânica disse à polícia que na tarde de 27 de dezembro emprestou uma moto de sua propriedade para Oswaldo, até que a moto dele passasse por reparos na empresa.

Policiais militares apreenderam, em 31 de dezembro, a moto Honda 150 entre Ouro Verde e Panorama pilotada pelo adolescente D.A.S., que estava com a carteira de Oswaldo Ramalho. O menor apontou Cláudio da Fonseca como envolvido no caso. Os dois prestaram depoimento na polícia.

Teria ocorrido desentendimento entre Cláudio e Oswaldo por motivos a serem esclarecidos. Oswaldo faleceu em função das agressões. A moto, que era do dono da oficina, foi furtada pela dupla de Panorama. O que chamou a atenção da polícia foi a localização na casa de Oswaldo de uma folha com anotações dos nomes do menor e de Cláudio e dos respectivos celulares. Os acusados não quiseram explicar esta informação.

O delegado Victor Fernando Cangane Biroli formalizou o indiciamento de Cláudio da Fonseca com instauração do Inquérito nº 1/2013 para apurar, em tese, crimes de homicídio qualificado (motivo fútil) e furto qualificado (concurso de agentes). A Justiça decretou a prisão temporária do acusado e a internação do adolescente.

 


Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
 
 
 
 


Comentários

Notícias relacionadas


 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
Fechar
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole
Copyright © OCNET.COM.BR - Todos os direitos reservados.