Acontece

50790

ARTIGO SEMANAL DO PROFESSOR SÉRGIO BARBOSA: JOHN LENNON: O POETA CONTESTADOR!

“Todo Rei acaba sendo morto por seus cortesões” (John Lennon)

Um mundo em ebulição, afinal de contas, depois da movimentação psicodélica da década de 60 com as bandeiras da Paz e do Amor, também, em meio ao ROCK AND ROLL e as drogas para um desencontro a mais para a juventude destes anos, aparece como uma ressaca os anos 70 em meio aos diversos conflitos pela liberdade na África, bem como, no sudeste asiático com a presença marcante de “Tio Sam e aliados”...

Porém, neste meio tempo, quando as pessoas, ainda sonhavam com alguma coisa, surge os anos 80 para uma esperança a mais neste contexto pós-guerra do Vietnã e a derrota vergonhosa dos norte-americanos fora de casa...

Ainda, pela primeira vez em sua história, os EUA-Estados Unidos da América abandona o barco em meio à tempestade e hasteando a bandeira branca como proposta de paz e derrota para com os inimigos do Vietnã do norte comandado pelo lendário HO CHI MIN...

Um mundo em contraste com tudo e todos em sua volta, assim, JOHN ONO LENNON construiu o homem que fazia da música a sua principal bandeira pela PAZ, invocando para isto o poder da mensagem das letras e músicas inesquecíveis...

Nasceu em Liverpool, Inglaterra, porém, adotou a terra de “Tio Sam” para dar o seu recado ao mundo no final dos anos 70, quando esteve em campanha pela PAZ como meio de estar em conexão com as transformações em nível internacional, participando ativamente dos movimentos em pauta, bem como, marcando presença nas mais diversas formas de protesto nas principais capitais do planeta terra...

O poeta contestador, JOHN ONO LENNON teve uma das suas músicas selecionadas por uma pesquisa mediada pela BBC de Londres como a mais importante do século passado, assim, “IMAGINE” foi escolhida pelos ouvintes desta emissora com credibilidade em todas as áreas da mídia radiofônica como a melodia que marcou o século XX...

Esteve presente em momentos importantes do cenário musical, outorgando credibilidade pela postura poética frente às mutações do seu tempo, buscando estar de acordo com suas ideias num cenário plural para o mercado nas áreas social, econômica e política...

O assassinato de JOHN ONO LENNON no dia 8 de dezembro de 1980 deixou marcas pelo tempo sem o tempo, como outros, partiu o homem e ficou o mito na memória dos amantes da musicalidade e da poesia do poeta contestador...

Não se pode deixar de registrar tal fato para a história da música internacional, além do mais, dizem que “a poesia é eterna”, também, que “o tempo é o senhor da razão”, portanto, cada qual, deve parar um minuto e pensar sobre aqueles que um dia estiveram aqui e partiram para o outro lado do infinito como meio e não fim de um início para a humanidade em tempo de pós-globalização midiática...

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole